AVALIAÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS DE MANIPULAÇÃO EM FARMÁCIAS DE MOGI GUAÇU E MOGI MIRIM-SP

Lidia Lourenço Martinelle Fantim, Renata Lopes Rodrigues

Resumo


Garantir a qualidade dos produtos manipulados é um desafio e uma necessidade primordial para a saúde pública nacional. Para obter produtos manipulados com segurança e qualidade é necessário que as farmácias cumpram as determinações propostas pelas Boas Práticas de Manipulação em Farmácias (BPMF) definidas pela Resolução da Diretoria Colegiada N° 67 de 8 de outubro de 2007 (RDC 67/07). Apesar da obrigatoriedade desta resolução e das inspeções sanitárias, existe um índice considerável de estabelecimentos que descumprem os seus requisitos, evidenciado por diversos estudos que verificam irregularidades nos produtos manipulados. Desta forma, este projeto visou verificar o nível de cumprimento dos requisitos de Boas Práticas de Manipulação (RDC 67/07) em farmácias dos municípios de Mogi-Guaçu-SP e Mogi Mirim-SP. Os dados foram obtidos pela aplicação de um questionário a funcionários de farmácias destes municípios. Observou-se que 80% dos entrevistados apontaram um ou mais descumprimento referente às principais exigências da RDC 67/07 nos estabelecimentos que trabalham. Os desvios mais frequentes estão relacionados à dispensação e ao controle de qualidade. Destacam os desvios de dispensação das preparações magistrais feita sem a prescrição de profissional habilitado (30%) e ausência de área ou sala de controle de qualidade equipada para realizar as análises legalmente estabelecidas (40%). Diante disso, pode-se concluir que estes estabelecimentos não satisfazem à condição mínima para dispensação de produtos manipulados de qualidade, aumentando o risco de ocorrência de erros de manipulação com consequente insucesso terapêutico e toxicidade.


Palavras-chave


Boas Práticas de Manipulação em Farmácias (BPMF). RDC 67/07. Farmácia de Manipulação.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, V.S. et al. Avaliação das infrações sanitárias cometidas em farmácias magistrais no município de São Luís-MA. Revista de Pesquisa em Saúde, São Luís, v.11, n.3, p. 46-49, set./dez. 2010.

ALMEIDA, M. L. C.; NASCIMENTO FILHO, A. P. Análise e discussão de aspectos críticos da resolução 67/2007 da ANVISA para as farmácias com manipulação. Revista Infarma, Rio de Janeiro, v.22, n.11/12, p. 13-24, 2010.

ALVES, A. P. et al. Avaliação das boas práticas de manipulação nas farmácias com manipulação de Cuiabá e Várzea Grande, Estado de Mato Grosso. Revista Brasileira de Farmácia, v.90, n.1, p.75-80, 2009.

ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Dispõe sobre Boas Práticas de Manipulação de Preparações Magistrais e Oficinais para Uso Humano em farmácias. Resolução da Diretoria Colegiada n° 67, de 8 de outubro de 2007. Lex: Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, nº 195, seção 1, p. 29-58, 9 de outubro de 2007.

ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Dispõe sobre Boas Práticas Farmacêuticas para o controle sanitário do funcionamento, da dispensação e da comercialização de produtos e da prestação de serviços farmacêuticos em farmácias e drogarias e dá outras providências. Resolução da Diretoria Colegiada n° 44, de 17 de agosto de 2009. Lex: Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, nº 157, seção 1, 18 de agosto de 2009.

BONFILIO, R. et al. Farmácia Magistral: sua importância e seu perfil de qualidade. Revista Baiana de Saúde Pública, v.34, n.3, p.653-664, jul./set. 2010.

BONFILIO, R. et al. Controle de qualidade físico-químico e microbiológico em 2347 amostras manipuladas em 2010 e 2011. Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada,v. 34, n.4, p.527-535, 2013.

BRAGA, G. K. Identificação dos riscos sanitários na manipulação de medicamentos alopáticos não estéreis em farmácia comunitária e o papel das boas práticas de manipulação no controle desses riscos. 2009. 128 f. Tese (doutorado) - Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, 2009.

BRASIL. Lei n° 5.991, de 17 de dezembro de 1973. Dispõe sobre o controle sanitário do comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos, e dá outras providências. Lex: Diário Oficial da União, Brasília, 19 de dezembro. 1973.

CFF – Conselho Federal de Farmácia. Define, regulamenta e estabelece as atribuições e competências do farmacêutico na manipulação de medicamentos e de outros produtos farmacêuticos. Resolução Nº 467 de 28 de Novembro de 2007.

CFF – Conselho Federal de Farmácia. Manipulação de remédios vem registrando expansão. Brasília, 06 set. 2013. Disponível em: Acesso em: 15 fev. 2016.

CFF – Conselho Federal de Farmácia. Dispõe sobre o Código de Ética Farmacêutica, o Código de Processo Ético e estabelece as infrações e as regras de aplicação das sanções disciplinares. Resolução Nº 596 de 21 de Fevereiro de 2014.

CORAZZA, F. G.; MARKMAN, B. E. O.; ROSA, P. C. P. Physicochemicalqualityevaluationofamoxicillin capsules produced in compoundingpharmaciesat Diadema, São Paulo, Brazil. JournalofAppliedPharmaceutical Science. v.5, n.12, p.29-34, dez. 2015.

CORRÊA, J. C. R. et al. Assessmentofthequalityofcompoundedfluconazole capsules marketed in theregionof Araraquara (SP, Brazil). Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, v.35, n.2, p. 257-261, 2014.

JORNAL NACIONAL. Remédio preparado em farmácia de manipulação mata 8 pessoas em MG. São Paulo, 12 dez. 2011. Disponível em: Acesso em: 10 fev. 2016.

LIMA, R. M. Perfil Higiênico-Sanitário das Farmácias de Manipulação da Cidade de Macapá. 2012. 77 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Amapá, Macapá, 2012.

LOUREIRO, R. J. et al. O uso de antibióticos e as resistências bacterianas: breves notas sobre a sua evolução. Revista Portuguesa de Saúde Pública, v.34, n.1, p. 7-84, 2016.

MARINHO, F. D. M. et al. A qualidade, o custo e a dispensação de sinvastatina cápsulas em farmácias magistrais. Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, v.34, n.3, p. 423-430, 2013.

MISUTA, N. M.; SOARES, D. A.; OLIVEIRA, M. L. F. Quebra de normas de segurança na formulação de medicamentos e mortes por intoxicação pela colchicina em adultos. Revista de Ciências Médicas, Campinas, v.15, n.4, p.347-351, jul./ago. 2006.

RANGEL, F. E. P. et al. Boas Práticas de Manipulação: estudo de caso em uma farmácia magistral de Juazeiro do Norte-CE. In: 3o ENCONTRO UNIVERSITÁRIO DA UFC NO CARIRI, 2011, Juazeiro do Norte. Anais. Juazeiro do Norte, 2011.

RODRIGUES, R. H. R. M. Avaliação do Controle de Qualidade Realizado nas Farmácias de Manipulação de Medicamentos e as Ações de Vigilância Sanitária no Município de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. 2010. 48 f. Dissertação (Mestrado Profissional) – Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2010.

SILVA, A. C. P. et al. Desafios para a rede nacional de laboratórios de vigilância sanitária: o caso dos medicamentos manipulados. Ciência & Saúde Coletiva, v.15 (Supl. 3), p. 3371-3380, 2010.

SILVA, R. F. Indicadores de desempenho em sistemas de garantia de qualidade de produção de medicamento. Uma contribuição para aplicação em farmácias de manipulação. 2007. 115 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.