ESTIMATIVA DE CUSTOS DE UM EDIFÍCIO RESIDENCIAL EM MOGI GUAÇU – SP

Ester Alves Cota Cardoso, Gildo Divino da Silva Filho, Renata de Faria Rocha Furigo

Resumo


O presente trabalho apresenta um estudo com metodologias de estimativa de custos para calcular previamente o custo referente a construção de um edifício residencial em Mogi Guaçu-SP. Foi considerado o modelo paramétrico com o uso de dimensões físicas aferidas em um projeto arquitetônico. Para a realização da estimativa de custos, foram empregados três métodos: faixas de serviço, que considera os principais serviços da construção civil; indicadores que fornecem quantitativos de volume de concreto, área de fôrma e peso de aço; e equações de quantificação dos serviços de elétrica e hidráulica. Definidos os parâmetros, utilizou-se indicadores setoriais e equações das quais foram obtidos os resultados pretendidos. Através do estudo confirmou-se a aplicabilidade dos métodos para obter um custo direto aproximado e satisfatório dispondo apenas de projeto arquitetônico do edifício.

Palavras-chave


Estimativa de custos. Edifício. Projeto arquitetônico.

Texto completo:

PDF PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO DOS ENGENHEIROS E ARQUITETOS DE MOGI GUAÇU. Tabela de honorários. Mogi Guaçu, SP: 2016.

AZEVEDO, A. C. S. Introdução à engenharia de custos: fase de investimentos. 2. ed. São Paulo: PINI, 1985.

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL. Tabela SINAPI. São Paulo, 2016. Disponível em: . Acesso em: 26 jul 2016

GOLDMAN, P. Introdução ao planejamento e controle de custos na construção civil brasileira. São Paulo: PINI, 2004.

GONÇALVES, C. M., CEOTTO H. L. Custo sem susto: um método para gestão do custo de edificações. São Paulo: O Nome da Rosa, 2014.

MATTOS, A. D. Como preparar orçamento de obras: dicas para orçamentistas, estudo de caso, exemplos. PINI. São Paulo, 2014.

MATTOS, D. A. Planejamento e controle de obras. 1. ed. São Paulo: PINI, 2014.

OTERO, J. A. Análise paramétrica de dados orçamentários para estimativa de custos na construção de edifício. Dissertação - Universidade Federal de Santa Catarina, 2000, Florianópolis. Disponível em: . Acesso em: 25 abr. 2016.

PARISOTTO J. A.; AMARAL, T. G.; HEINECK, L. F. M. Análise de estimativas paramétricas para formular um modelo de quantificação de serviços, consumo de mão-de-obra e custos de edificações residenciais estudo de caso para uma empresa construtora. In: Conferência Latino-Americana de Construção Sustentável; X Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente, 2004, São Paulo. Anais ISBN 85-89478-0804.2004. Disponível em: . Acesso em: 02 mar. 2016.

SÃO PAULO (PREFEITURA). Secretaria de Infraestrutura Urbana. Tabela de custos. Disponível em: . Acesso em: 12 set 2016.

REVISTA CONSTRUÇÃO E MERCADO. Como manter a habitação popular. São Paulo: PINI, n.180, 2016.

SINDICATO DA INDUSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO ESTADO DE MINAS GERAIS. Cartilha Custo Unitário Básico (CUB/m²). São Paulo: SINDUSCON-MG, 2016. Disponível em: http://www.sindusconsp.com.br/wp-content/uploads/2016/08/07-_boletimEconomico_julho2016.pdf. Acesso em: 07 out. 2016.

SINDICATO DA INDUSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO ESTADO DE SÃO PAULO. CUB/m². São Paulo: SINDUSCON-SP, 2016. Disponível em: . Acesso em: 12 dez. 2016


Apontamentos

  • Não há apontamentos.