ANÁLISE DO PERFIL HEMATOLÓGICO DE PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA PARA HIPERTROFIA MUSCULAR, USUÁRIOS OU NÃO DE SUPLEMENTOS E ESTERÓIDES ANABOLIZANTES.

Giovana Crisitna Marques, Viviane Ferre-Souza

Resumo


A prática de atividades físicas e a busca do corpo perfeito vêm despertando interesse de diversos indivíduos, independente de gênero e idade no intuito de melhorar a saúde, acompanhado diversas vezes da oportunidade e curiosidade em provar novas experiências como a utilização de suplementos e esteroides anabolizantes para potencializar seu rendimento e resultado durante o período de treino. De acordo com esta busca por métodos que facilitem resultados sem a elucidação dos possíveis riscos, o objetivo do trabalho foi analisar e comparar o perfil hematológico de indivíduos que praticam atividade física resistida (musculação) com o objetivo de hipertrofia muscular que utilizam suplementação ou esteroides anabolizantes com os que não utilizam nenhum tipo de suplementação, no intuito de identificar possíveis alterações que possam prejudicar a saúde dos mesmos. Foram realizadas análises na série vermelha do sangue em trinta indivíduos de academias de dois municípios do Estado de São Paulo (Mogi Guaçu e Mogi Mirim), separados por três grupos de acordo com a utilização ou não de substâncias, onde foram encontradas alterações, principalmente no grupo de estudo que faz uso de esteróides anabolizantes, em sete dos oito índices quantificados: RBC (3,99), HBG (11,7; 10,1), HCT (35,3; 32,6), VCM (78,9; 77,7; 77,7; 98,9), HCM (32,8; 25,2), CHCM (36,1; 30,8; 31,0; 30,8), e RDW (14,6; 14,8; 15,2; 15,7; 16; 16; 17,4; 20,9), sugerindo que a utilização de esteroides anabolizantes pode acarretar em alterações orgânicas e problemas futuros ainda não elucidados totalmente.

Palavras-chave


Hipertrofia. Esteróides anabolizantes. Perfil Hematológico. Série vermelha do sangue. Alterações.

Texto completo:

PDF

Referências


AMOXICILINA + CLAVULANATO DE POTÁSSIO. Dra. Sônia Albano Badaró CRF-SP 19.258. Eurofarma Laboratórios LTDA. 2015. Amoxicilina + Clavulanato de potássio.

AZEVEDO, M. R. A. Hematologia Básica: Fisiopatologia – Estudo Laboratorial 4° Edição. Editora Luana, 2013. Brasil, vol. 1, p. 420.

AZITROMICINA. Medley (Genérico). 2013. Zitromax.

DORENE. Achê Laboratórios Farmacêutica S. A. 2009. Pregabalina.

DORFLEX. Sanofi. 2014. Dipirona monoidratada, citrato de orfinadrina, cafeína anidra, Dorflex.

GROTTO, H. Z. W. O hemograma: a importância para a interpretação da biópsia. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia. Campinas, vol.31, n. 3, p. 178-182, 2009.

HOKAMA. N.K., MACHADO, P.E.A. Interpretação clínica do hemograma nas infecções. JBM. Rio de janeiro, v.72, n.3, p.38-49, mar. 1997.

IRIART, J. A. B.; CHAVES, J. C.; ORLEANS, R. G. Culto ao corpo e uso de anabolizantes entre praticantes de musculação. Caderno de Saúde Pública. Rio de Janeiro, vol. 25, n. 4, p. 773-782, 2009.

PITANGA, F. J. G. Epidemiologia, Atividade Física e Saúde. Rev. Bras. Ciên. e Mov. Brasília, vol. 10, n. 3, p. 49-54, 2002.

REIS, L. C.; OLIVEIRA, S. F.; OLIVEIRA, C. C. E. S.; CAMPOS, L. A. S. NETO, O. B. Exercício resistido agudo altera perfil hematológico em atletas praticantes de levantamento peso. Coleção Pesquisa em Educação Física. vol. 8, n. 3, p. 165-172, 2009.

REVANGE. Achê Laboratórios Farmacêutica S. A. 2012. Cloridato de tranadol e paracetamol.

SANTOS, A. F.; MENDONÇA, P. M. H.; SANTOS, L. A.; SILVA, N. F.; TAVARES, J. K. L. Anabolizantes: Conceitos segundo praticantes de musculação em Aracaju (SE). Rev. Psicologia em Estudo. Maringá, vol. 11, n. 2, p. 371-380, 2006.

SILVA, P. R. P.; JUNIOR, L. C. M.; FIGUEIREDO, V. C.; CIOFFI, A. P. PRESTES, M. C.; CZEPIELEWSKI, M. A. Prevalência do uso de agentes anabólicos em praticantes de musculação de Porto Alegre – RS. Arq. Bras. EndocrionolMetab. Porto Alegre, vol. 51, n. 1, p. 104-110, 2007.

WALTERS, M.C., ABELSON, H.T. Interpretação do hemograma completo. Clínicas Pediátricas da América do Norte. Rio de Janeiro. Interlivros. V.3, p.577-599, 1996.

WILSON, J. D. Androgen abuse by athletes. Endocr Rev. Vol. 9, p. 181-99, 1988.

YESALIS, C. E.; WRIGHT, J. E.; BAHRKE, M. S. Epidemiological and policy issues in the measurement of the long term health effects of anabolic-androgenic steroids. Sports Med. Vol. 8, p. 129-38, 1989.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.